Rio2C: audiovisual, música e inovação na Cidade das Artes

Sabe aquelas pessoas que descobrem sua vocação desde cedo? “Fulana desde 5 anos de idade queria ser médica!” No meu caso não se aplica, porque não existia Internet nem blogger (ou social media) na década de 1980. Seria impossível pensar em escrever para uma infinidade de pessoas que provavelmente eu nunca vou conhecer, em uma rede social chamada Facebook. Ou postando fotos em outro canal, como o Instagram e ganhando coraçõezinhos de like. Nem todo mundo consegue prever o futuro. Mas felizmente, ele chega.

Faço um paralelo com a Cidade das Artes. A fama de sub-aproveitada é porque até 2018 não existia um evento que desse vazão a todo seu potencial, suas multi salas com diferentes finalidades, e seu espaço imenso. Mas agora, dá pra ver sua “vocação”. Entre os dias 3 e 8 de abril, acontece a primeira edição do Rio2C, o Rio Creative Conference. Evento abrange três áreas: audiovisual, música e inovação e ocupa todas as salas, áreas externas – incluindo o estacionamento (primeira dica: vá de BRT ou táxi).

O Rio2C foi pensado nos moldes do SXSW, que acontece anualmente em Austin, nos Estados Unidos, e é um dos principais pólos de criatividade e inovação do mundo. Para entender o evento, temos que pensar que ele acontece em dois momentos: a Conferência, voltada para o mercado (de terça a sexta) e no final de semana (7 e 8) o Festival, aberto para o grande público (vide a classificação livre). Como o Rio2C já começa gigante, então vou dividir seu conteúdo em dois posts.

Conferência
O primeiro pilar do Rio2C é o audiovisual. Para isso, o evento traz a chancela do RioContentMarket, que durante sete anos movimentou e fortaleceu o mercado da América Latina, promovendo encontro de negócios entre produtoras independentes e players do mercado global. Além de Rodadas de Negócios e Pitching, o destaque do RCM são os keynotes e painéis, sempre com grandes nomes do mercado. Uma oportunidade para quem quer se profissionalizar e conhecer a experiência e trajetória de grandes criativos da televisão, cinema – e agora também das multi-telas.

Só para dar uma dimensão, já palestraram no evento os produtores de séries como Lost, House, Game of Thrones, Dexter, dentre outros premiados. Em 2018, o line up reúne Bruce Miller (produtor executivo de The Handmaid’s Tale), Ron Yerxa (Pequena Miss Sunshine / Nebraska), Jo Strevens (Carnival Films, produtora de Downtown Abbey), Adam Anders (produtor musical que assina a trilha de Glee), Mariela Bevieusky (O Segredo de Seus Olhos, Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Cort Lane (executivo de animação da Marvel), só para citar alguns. São dezenas de palestrantes, para deixar os profissionais do meio sem saber exatamente para onde ir com tantas opções. Mas esta é só a primeira parte.

Música e Inovação
O Rio2C também vai promover pitchings para projetos de música e de inovação. Uma ideia ousada pelo seu pioneirismo, mas que pode ampliar e catalisar estes mercados na cidade e no mercado internacional. Como em audiovisual, o line up de palestrantes dessas áreas também é especial.

Em inovação: Zahra Rasool (da Contrast VR, estúdio de mídia imersiva da Al Jazeera); brasileira Bruna Berford (da Penrose, estúdio ganhador do primeiro prêmio em VR da Bienal de Veneza); Zach Lieberman (programador criativo, artista e co-fundador do OpenFrameworks);

Em música, o encontro de três ícones da engenharia de som: Geoff Emerick (responsável pela gravação e mixagem de quatro discos dos Beatles) e Ed Cherney (produtor de discos dos Rolling Stones, Eric Clapton, Bob Dylan, Iggy Pop, Elton John, entre outros) conversam com o brasileiro Moogie Canazio (Maria Bethânia, João Gilberto, Caetano Veloso, Burt Bacharat, só para citar alguns) em um painel exclusivo sobre áudio, mixagem, e histórias deliciosas desses artistas (que promete emocionar muita gente (como eu!).

A programação completa está no site www.rio2c.com e o próximo post vai abordar o Festival, que acontece no final de semana com shows, domos para experiências em realidade virtual, encontro com atores e comediantes, uma mostra de animação com a curadoria da Anima Mundi, arena de eSports, food trucks e muito mais. Uma daquelas maratonas deliciosas, que nos dão um orgulho imenso de ser carioca.

E comentários à parte, a Cidade das Artes foi criada para receber eventos como o Rio2C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *