Nazareno e a arte do segredo

A palavra segredo é o fio condutor da individual que Nazareno apresenta, até o dia 7 de abril, na Luciana Caravello Arte Contemporânea, em Ipanema. A exposição “Um segredo é a palavra viva entre uma boca e um ouvido” reúne quatro trabalhos tridimensionais e 12 desenhos sobre diversos suportes, como madrepérola, couro, papel, madeira, entre outros. Todos são inéditos e produzidos este ano pelo artista paulistano especialmente para a mostra.

O título, de acordo com o artista, é uma primeira pista para que o segredo da obra seja revelado. “As obras funcionam como passagens, tais como os segredos que uma vez revelados desencadeiam inúmeras possibilidades, são trabalhos onde nada se faz aparente e que de fato dependem da ativação do expectador atento”, afirma.

Um dos destaques são quatro caixas óticas, com conteúdos diversos, para serem espiadas por um orifício. Os suportes para os desenhos são diversos e alguns são feitos, por exemplo, sobre madrepérola, que por si só já é um segredo, uma vez que é encontrada dentro das conchas. Outros elementos como o ouro, também supõem segredos. “Quem tem ouro, geralmente esconde”, ressalta, ao mesmo tempo que esconde o material em algumas das peças.

Ao tratar o segredo como uma “energia viva”, Nazareno apresenta ao público obras onde códigos, cifras e enigmas surgem naturalmente, sugerindo ao espectador uma potencial busca por informações, dados ocultos.

A Luciana Caravello Arte Contemporânea fica na Rua Barão de Jaguaripe, 387 – Ipanema. Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 19h. Sábado, das 11h às 15h. Entrada gratuita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *