José Tannuri em individual na Tramas Arte Contemporânea

Após quatro anos de sua última mostra na Tramas Arte Contemporânea, o artista visual carioca José Tannuri inaugura nesta terça-feira, 21 de novembro, a individual “Abismo”. A exposição, com curadoria de Luiza Interlenghi, reúne trabalhos realizados em cores chapadas sobre páginas de jornal e investiga a borda que contorna os abismos, aqueles que construímos.

A série, realizada entre 2016 e 2017 no seu ateliê em Santa Teresa, apresenta trampolins e plataformas projetadas sobre o vazio, além de outras arquiteturas ambivalentes em pinturas sobre jornal, material que Tannuri domina, em suas diversas pesquisas com papel reciclado.

“Ao menos desde 2003, quando realizou a instalação ‘Muros’, no Centro Cultural Sérgio Porto, o artista aponta criticamente a dominação e o homogêneo. Tannuri manipula o jornal literal e, simbolicamente, suas páginas são como território de países, limites de suas fronteiras físicas, culturais, sociais e econômicas”, explica a curadora.

“Se em trabalhos anteriores, como ‘Vazios’ (2005) no Paço Imperial, a arquitetura é transfigurada por volumes monumentais de papelão, aqui os pequenos e médios formatos condensam a imensidão. Espaços aparentemente vazios, pois não há a presença direta do corpo, sinalizam a solidão dos que vivem entre muitos. Na série Abismo, o azul intenso e profundo (patenteado pelo artista francês Yves Klein, que realizou Salto no Vazio, em 1960), ora é fosso ora dissimulada correnteza que abre margens vizinhas às próprias bordas do papel. Cada horizonte é desalinhado por seu próprio abismo”, completa.

A mostra ‘Abismos’, de José Tannuri, vai até o dia 16 de dezembro. A Tramas Arte Contemporânea fica no Shopping Cassino Atlântico (Av. Atlântica 4240, Loja 219). Funcionamento: de segunda à sexta, das 10h às 19h. Sábados, das 12h às 18h. Entrada gratuita.

Sobre o artista:
Nascido no Rio de Janeiro, José Tannuri fez sua primeira exposição em 1998. Participou de mostras internacionais como a 10a Bienal de Havana e uma individual na Frederico Seve Gallery, em Nova York. Atualmente trabalha com projetos instalativos, performance, fotografia, pintura e desenho sobre jornal. Em seu eixo temático, objetos como arquitetura, cidade, construção de paisagens, abismos e passagens são relevados em seu processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *