Galerias brasileiras na Unititled Miami Beach

Literalmente nas areias de Miami Beach, em um pavilhão à beira mar, a Untitled em seis anos de existência ganhou o status de uma feira importante, pela criteriosa curadoria de suas galerias. Este ano, três brasileiras (dois espaços de arte cariocas e um paulista) estão no evento.

Em sua segunda participação na feira, a galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea apresenta um projeto solo de Frida Baranek. Há 30 anos, através de experimentações diversas, a artista vem desenvolvendo sua obra em papel, madeira, porcelana, vidro, aço e alumínio, que resultam em gravuras, esculturas e instalações de médio e grande porte, mantendo sempre um nível de interação entre si. No estande da galeria estarão expostos quatro gravuras, cinco esculturas de parede inéditas e alguns objetos da artista.

Nesta mesma semana artsy da cidade, Frida participa de mais três projetos na cidade: o Public Sector, na feira Art Basel Miami, com curadoria de Philipp Kaiser; da exposição de objetos de design Take Your Art for a Walk, no Design District, de 4 a 20 de dezembro, e a primeira edição da CASACOR Miami, com uma grande instalação, de 29 de novembro a 18 de dezembro.

Também em seu segundo ano na Untitled, a Luciana Caravello Arte Contemporânea apresenta no stand B07,
trabalhos dos artistas Ivan Grilo (Itatiba, SP, 1986) e Lucas Simões (Catanduva, SP, 1980). De Ivan Grilo, serão apresentados o vídeo “Não é um muro. É um abismo” e placas em bronze, que se referem ao vídeo. As placas possuem frases em alto relevo, tanto em português quanto em inglês, tais como: “Não é um muro, é um abismo” e “Eu já sabia que aquilo era uma despedida”.

De Lucas Simões serão apresentadas cinco esculturas em concreto e papel, produzidas este ano, das séries “White Lies” e “Corpo de Prova”. A primeira é composta por colunas feitas de pilhas de concreto e papel. As obras estão dispostas em uma estrutura de metal, como se fossem pilares de um edifício imaginário em processo de construção ou demolição. Os elementos concretos são inspirados no movimento pós-moderno, na arquitetura e no contraste com o papel fino que o suporta. Em “Corpo de Prova”, as estruturas de concreto parecem se equilibrar sobre o bloco de papel, dando a impressão de que podem se movimentar a qualquer momento.

Já a Zipper Galeria está no stand C13 com um seleção de trabalhos dos artistas Fernando Velázquez (Montevidéu, Uruguai, 1970), João Castilho (Belo Horizonte, Brasil, 1978), Mario Ramiro (Taubaté, Brasil, 1957) e Ricardo Rendón (Cidade do México, México, 1970).

A Untitled 2017 fica na Ocean Drive and 12th Street, Miami Beach.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *